Skip to main content
News & stories

Our news

December 07, 2020

Projetos de reciclagem oferecem oportunidades de capacitação para comunidades no Brasil

Materiais que antes eram descartados após uso, viram matéria prima nas mãos de moradoras das comunidades próxima às nossas operações em Barcarena.

Two women working with wood

A partir do reaproveitamento de resíduos sólidos que seriam descartados pelas unidades da Imerys em Barcarena, norte do Brasil - onde está localizada a maior planta de beneficiamento de caulim do mundo -, o projeto Empreendedorismo Sustentável vem ao longo dos anos proporcionando aos comunitários, novas fontes de renda e capacitação profissional, trabalhando com diversos materiais para produção de artesanatos com garrafas pets, pneus, caixa de leite, vidros, tecidos, e agora com pallets. 

Em 2018, quando houve a primeira iniciativa de reutilizar os pallets com o projeto Engajamento Comunitário, o objetivo era criar novos espaços de lazer nas comunidades próximas a nossa operação. Com o apoio dos próprios moradores que junto com a Imerys e fornecedores, realizaram diversas ações de melhorias nas áreas, proporcionando mais opções de diversão para a população. Os pallets eram transformados em bancos, cercados de jardins e brinquedos infantis, mas, além disso, ajudava na formação de bons cidadãos. 

"Com o projeto engajamento comunitário, o objetivo era disseminar técnicas e hábitos sustentáveis através da sustentabilidade e agricultura urbana em comunidades, atividades colaborativas para a conscientização de cidadãos responsáveis e ativos", complementa Flavia Souza, analista de Relacionamento com a Comunidade responsável por coordenar os projetos das unidades de Barcarena.

Em 2019, iniciou as oficinas de pallets focadas na economia solidária, onde eram ensinadas técnicas de avaliação da madeira, cortes, preparação e pintura. "Antes de entrar na produção de móveis mais complexos foi feita toda uma preparação técnica, com uma fase preliminar como a produção de brinquedos pedagógicos, para que elas pudessem ter mais coordenação motora", explica João Vitor, responsável pelas oficinas do projeto de empreendedorismo sustentável.

Através do departamento de Relacionamento com a Comunidade em parceria com o time de EHS, os pallets são doados para a Casa Imerys, programa social do Grupo que busca promover educação, qualidade de vida e bem-estar nas comunidades. No último fornecimento de pallets realizado pela Imerys em setembro deste ano, foram entregues cerca de 150 unidades que totalizaram 1,300 Kg de madeira, com alto potencial de reaproveitamento.

Mulheres empoderadas

Um ponto que se destacar do projeto é a participação de mulheres com idades acima de 25 anos, que costumavam ter a atividade doméstica como foco principal. Dos 20 alunos ativos, 19 são mulheres que buscaram essa capacitação técnica, com objetivo de gerar renda para suas famílias por meio da produção e venda dos produtos. "São donas de casa, que estão deixando suas atividades do lar, em busca de uma capacitação, considerada para 'homens'  pois a oficina envolve o trabalho braçal com ferramentas, para a transformação de pallets em móveis", comenta Flávia.

Sempre gostei de trabalhar com artesanato. Hoje me sinto feliz com o que eu venho aprendendo na Casa Imerys. Os professores são excelentes, e agora penso em divulgar o meu trabalho e abrir um espaço para vender os produtos que faço.
Maria Joana
Moradora da Vila do Conde

Para a aluna Miguelzinha Morão, também de Vila do Conde, esse projeto está fornecendo a ela um novo aprendizado já que é a primeira vez que trabalha com artesanato. "Sem dúvida é uma novidade pra mim e tem se tornado uma experiência muito boa, e com certeza vou levar em frente esse conhecimento adquirido na Casa Imerys. Essa atividade também tem me ajudado a provar pra mim mesma que eu sou capaz de seguir em frente  apesar das dificuldades, eu posso, eu quero e eu consigo, porque tenho disposição e persistência", reforça.

Devido o Coronavírus, a oficina de pallets ficou paralisado por alguns meses. Porém, mesmo diante de uma pandemia e diversas dificuldades, as alunas do projeto não desistiram. As aulas teóricas passaram a ser ministradas de forma on-line até que os encontros presenciais pudessem ser liberados. Hoje a Casa Imerys funciona com capacidade reduzida e cumpre todos os protocolos de segurança sanitária

Share this news:

Close

You are interested in:

Informations about yourself:
* Required fields